quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Pontos para a VIVO

Reconheço que faço parte de uma minoria: estou satisfeito com a minha operadora de celular e o relato de hoje mostra o porque - se buscarem nos arquivos verão que há outras razões no passado.
Meu iPhone caiu no mar no final de semana e me vi sem uma poderosa ferramenta de trabalho e lazer. O que fiz? Liguei para a VIVO e solicitei o bloqueio (como foi para o fundo até tentei utilizar os recursos do Find My iPhone, mas a cobertura de internet ainda não chegou lá...).

Durante a semana procurei a VIVO no Shopping Macaé (Revendedor Autorizado) por 3 vezes e aqui vai um ponto de atenção para a operadora. Logo na primeira tentativa a moça até que foi educada, mas saiu com um "a gente pode até tentar, mas não vai dar certo". Como é que é?!? "Nosso gerente até orientou para que digamos que não estamos fazendo. É que o de muita gente dá errado e depois voltam para reclamar". Seria sistema? "Sei não". Mas eu posso ir na loja própria no centro... "Lá é que não fazem mesmo". Por alguns instantes me perguntei se teria de ir até ao Rio para reativar minha linha.
OK... Pedi para ver ao menos os preços de smartphones para a minha pontuação. Tenta daqui, tenta dali... "Senhor, não estou conseguindo"... Assim foi na segunda vez e com alguma variação na terceira também.
Só que nesta última resolvi bancar o teimoso e mesmo sabendo que poderia me dar mal peguei o carro e fui até ao centro da cidade. Sábia decisão.

Fui reconhecido pelo funcionário que me atendeu quando fui o primeiro cliente a fazer uso da portabilidade em Macaé e isso foi muito bom. Como já era tarde fui o último cliente a pegar uma senha e logo atendido.
A moça que me atendeu teve um comportamento totalmente diferente e disse que estava lá para resolver o meu problema. Ao pensar na diferença do atendimento anterior me veio à mente uma questão: não esperava que um atendente estivesse por lá após 2-3 anos, afinal, imaginei, a rotatividade no comércio em geral é alta... Ledo engano. O rapaz que me reconheceu está na VIVO há 7 anos, a moça que me atendeu há 6 e há alguns com até 9 anos. Esta é "A" diferença. Este time acumula uma experiência que um lojinha de shopping jamais vai ter. Ponto para VIVO! E pra mim mais uma lição prática de Gestão de Pessoas.

Na hora de escolher o novo aparelho me sobreveio aquela tradicional batalha entre razão e emoção. iPhone 4 ou 4S? Melhor seria pegar um mais barato e aguardar o 5 (para piorar havia uma senhora ao lado comprando um 4S)... Cheguei a pegar o novo HTC Ultimate com o Windows Phone - aparentemente uma excelente opção. Pensei, pensei e pensei e fechei um Galaxy S (o 1, não o 2) por 1/3 do preço do iPhone 4S. A razão venceu.
Agora é só aguardar o lançamento e a oportunidade de comprar 5. Enquanto isso dou o braço a torcer e testo, de verdade, um aparelho com Android.

Em pouco mais de 30 minutos lá estava eu com a linha reativada e com mais uma história de sucesso com a VIVO. Obrigado Éder, obrigado Bianca. Já me esqueci do revendedor no Shopping Macaé Plaza. Não volto lá nunca mais!

2 comentários:

Claudio Curvelo disse...

Realmente a Vivo tem diversos diferenciais perante a concorrência.

Professora Sílvia Deus disse...

Meu Deus! Tenho internet da Vivo...Nunca consigo conectar e quando consigo é leeeeeeeento e ainda cai... Socorro!!!!