sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

YouTube ao vivo!

Dia desses estava navegando pelo universo dos "VídeoBlogs". Sites em que você pode transmitir suas idéias e informações em vídeo. Como assim? O YouTube não faz isso com tanto sucesso?
A diferença é que você pode realizar a transmissão ao vivo(!!). Milhares de pessoas estão agora se exibindo diante das câmeras... Palestras, aulas, conversa fora, etiqueta, etc. Mas ao vivo o YouTube não faz... Não fazia.
A partir deste ano poderemos realizar este tipo de operação, que deve ganhar mais notoriedade com a audiência que o YouTube tem.
Preparado para montar sua programação diária? Semanal, mensal...?
Enquanto o do YouTube não sai veja mais detalhes em: www.ustream.tv, www.blogtv.com, www.mogulus.com, www.justin.tv, www.liveuniverse.com e YouTube.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

O próximo grande negócio da Vale II - Vai desandar?

As últimas notícias sobre a negociação não são das melhores...

FT: oferta da Vale pela Xstrata está perto do fracasso
Agência Estado: A tentativa da Vale de comprar a mineradora anglo-suíça Xstrata estava ontem perto de fracassar, de acordo com informações do jornal britânico Financial Times. De acordo com o jornal, a Glencore, principal acionista da Xstrata, com cerca de 35% das ações, se recusa a concordar com os termos da proposta feita pela empresa brasileira. A Glencore, uma das maiores negociadoras de matérias-primas (commodities) do mundo, quer uma extensão dos direitos de venda de alguns produtos, como carvão e níquel. Segundo fontes próximas às negociações, a Vale não aceita essa condição.De acordo com o jornal, as conversas entre a Vale e a Xstrata começaram no ano passado, e a oferta mais recente feita pela Vale, há cerca de 10 dias, seria de cerca de 45 libras esterlinas por ação da Xstrata, o que dá à mineradora um valor de cerca de US$ 85 bilhões. As negociações só pararam ontem à noite, quando as duas partes não conseguiram chegar a um acordo em relação à mudança nos termos da proposta.A oferta da Vale está estruturada como uma aquisição direta da Xstrata, deixando apenas uma companhia listada na Bolsa brasileira. A Vale, que conta com duas classes de ações, quer que a Glencore aceite na negociação ações preferenciais (PN), que têm menos direitos que as ordinárias (ON), para completar o negócio, segundo uma fonte. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Clique aqui para a matéria no Financial Times

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

O próximo grande negócio da Vale


Nos próximos dias a Vale deve anunciar a compra da Xstrata, mineradora anglo-suíça com potencial de transformar a brasileira na maior mineradora do mundo!
Parte da imprensa dá o negócio como certo e os bastidores devem estar quentes neste exato momento. (Grande parte da negociação ocorre em Londres).
A vontade (ou necessidade) de crescer da Vale é imensa. Lembro-me que quando da compra da Canadense INCO questionava-se a capacidade da brasileira honrar os US$18 bi (aproximadamente). Seu endividamento era preocupante...
Agora estamos falando de quase US$87 bi! É muito dinheiro... Mesmo que o negócio não se concretize-se, fala-se que a Vale tenha um plano B para adquirir outros ativos. A palavra chave é crescer.
Imaginem os profissionais de Finanças (e Contabilidade) da Vale. Como têm quebrado a cabeça para fazer a operação caber dentro da companhia sem deteriorar os indicadores, principalmente de endividamento e liquidez (uma troca de ações vai ser sugerida como forma de segurar o endividamento)... Pra se ter uma idéia, antes de fazerem a primeira oferta, os executivos da Vale fizeram várias rodadas de reuniões com bancos e agencias de classificação. Não deve ter sido nada fácil. Pra ficar em um exemplo, o Merrill Lynch abandou a mesa justificando ser um mal negócio para os seus acionistas e também para os da Vale. A conferir...
Maiores informações no Portal Exame.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Esse pode ser seu 1o Smartphone


Enviar e receber e-mails via celular é um "luxo" que chega a cada vez mais usuários. Acessar a internet em banda larga, escritório móvel, enfim, os smartphones (categoria em que se encaixa o famoso BlackBerry) aos pouco vão ganhando o público no Brasil.
Isso deve se intensificar quando a Palm resolver lançar o Centro. Pelo menos, ao que parece, este simpático aparelhinho tem tudo para fazer sucesso por ter um forte apelo para mercados emergentes: o preço. Nos EUA sai por US$ 99,00 (bem menos do que os BlackBerries que aprecei nos shoppings que eu fui quando estive por lá).
Enquanto aguardamos, fiquemos com o pequeno post num dos blogs da InfoExame e com informações sobre o aparelho no site da fabricante.

Simuladores de Investimentos


Uma vez escrevi que boa parte dos meus leitores investe de alguma forma em ações. Ou através de fundos ou compra direta...
Devo minha ida aos EUA ao desempenho excepcional das ações da Petrobras em 2005 e 2006. Depois disso, desviei todos os meus recursos para a conta “Educação” e esse ciclo se encerra em abril (o retorno deve vir com o tempo).
Mas enquanto não tenho dinheiro para investir, principalmente em ações, estudo continuamente o mercado e a partir de agora tenho duas opções para brincar: o Folha Invest e o Em Ação.
São dois simuladores de investimentos, baseados principalmente em ações, mas você pode investir em renda fixa também. A idéia é basicamente a mesma: você recebe um portfólio de ações e uma quantia em dinheiro (fictício). A partir daí a bola está com você... Há prêmios para os melhores.
Os dois me parecem equivalentes (pode até ser que compartilhem parte da estrutura) e vou, inicialmente, ficar com ambos para estudar em qual posso aprender mais.
Pra começar reduzi minha carteira de 15 para 10 ações, afinal, como pessoa física penso que é um bom limite para poder cuidar. Muito provavelmente reduzirei até 5 papéis, mas isso virá com o tempo.
E você? Quer testar seu tino para a renda variável? Clique aqui e aqui... Se quiser trocar idéias é só entrar em contato.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Nova Blogueira no ar....

Mais um dos meus conhecidos montou um blog. Desta vez é uma mulher. E que mulher!! (no bom sentido, com todo respeito ao seu marido, meu amigo, e também blogueiro, Gaúcho). Já a citei por duas vezes em meus posts.
Ela foi, junto com meus pais, uma das pessoas com quem mais tive contato enquanto estive no hospital. Mesmo quando estava em coma... Dos 60 e poucos dias em que fiquei lá ela apareceu em quase todos. Parecia um anjo... Sou muito grato por isso.
A Carla é uma veterinária formada por Viçosa e que se tornou mãe recentemente. No seu blog (www.carlaap.blogspot.com) ela pretende escrever sobre essas duas paixões. Podem parecer desconexas, mas pra ela faz todo sentido e a rede vai dá-la condições de dizer isso ao mundo e, provavelmente, encontrará audiência... Isso é o que torna esse tal de blog algo tão fascinante. Faça o seu e você verá.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

100 Bilhões de minutos no Skype!!!


Essa informação veio do Techrunch (site que tem sempre coisa boa no campo de empresas de Tecnologia).
Desde o lançamento há 4,5 anos, os usuários do Skype já se falaram (de graça) por mais de 100 bilhões de minutos! E continuam falando. Pensem no impacto para as operadoras de telefonia? Pensem em quantos negócios já foram fechados?...
O site informa que o que é de graça de Skype-para-Skype acaba tendo um custo aproximado de 3 centavos de dolar para o e-Bay (atual dono Skype) US$0,03 x 100.000.000.000 minutos? Pois é... Não por acaso a compra realizada pelo pessoal do e-Bay é hoje considerada um movimento, no mínimo, duvidoso... Leiam aqui.

TCC Logística - Planejamento Estratégico

Atualização 11/10/2008: Este é post mais lido do meu Blog. Se você está desenvolvendo seu TCC e gostaria de trocar uma idéia, fique à vontade. Deixe seu comentário ou me escreva no elerson.nogueira@gmail.com. Obrigado.
Meu TCC continua caminhando... Na verdade estou no meio de um quebra-cabeça financeiro. Preciso equilibrar Custos Fixos, Variáveis e Receitas (além de meu cronograma de aquisições), por isso, parei um pouco de escrever e me concentrei nas planilhas. Espero terminar neste final de semana...
Enquanto não sigo em frente vou dividir com vocês o Planejamento Estratégico. No primeiro post sobre a Análise do Ambiente de Negócios mostrei o porque acreditamos que há espaço a empresas. Agora, mostramos o que faremos, como nos vemos, nossas fraquezas e forças, as oportunidades e ameaças, alguns outros elementos e, finalmente, nossa estratégia genérica de competição.
Vou colocar um pouco dele aqui e um arquivo completo no meu Google Documents para acesso. Lembrando, que não está terminado. Ainda será avaliado por meu grupo e depois pelo Professor-orientador. Se houver algum problema de formatação peço que me perdõem.Vejam abaixo:


Planejamento Estratégico
Visão, Missão e Valores
Visão
A $#% Logística será reconhecida como uma provedora de transporte líder nos setores em que atuar primando pela satisfação de nossos clientes, pelo cuidado com nossos colaboradores, resultados para nossos acionistas e sustentabilidade de nossas ações.

Missão
Nossa missão é transportar pessoas (ponto-a-ponto) de maneira segura, confiável e rentável.

Valores
Nossos valores se dividem em quatro partes:
- Ser humano:
o Valorização do indivíduo
o Honestidade
o
- Meio Ambiente
o Cuidado e Preservação
- Responsabilidade Social
o Educação
o Cidadania
o Liberdade
- Negócio
o Satisfação do Cliente
o Criatividade e Inovação
o Rentabilidade


FCS: Fatores Críticos de Sucesso
O quadro abaixo leva ao atendimento de quais Fatores Críticos de Sucesso são considerados para a $#% Logística dentro do negócio de transporte de pessoas ponto-a-ponto:

Clique aqui para acessar o documento.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

As melhores universidades do mundo de graça

A internet tem um potencial incrível. Se procurarmos, é possível descobrirmos todos os dias algumas ferramentas e empresas muito úteis (e outras nem tanto). Visito o site Techcrunch frequentemente e vejo empresas nascendo e morrendo diariamente...
O fato é que se você quer música, livros, sacanagem, fotos, vídeos, receitas culinárias e etc, a internet te abre infinitas possibilidades.
Escrevi uma vez como era possível ver palestras com grandes figurões como os fundadores do Google e o ex-vice-“quase”-presidente dos EUA, Al Gore e muitos outros (leia em Uma aula (gratuita!) com os fundadores do Google).

Na edição desta semana da revista Veja há uma matéria chamada “A um clique de Yale” indicando cursos gratuitos com renomados professores das melhores universidades americanas. De graça. Viva à Internet!
A matéria é fechada aos assinantes na rede, mas vou transcrever um pequeno quadro aqui. Aproveitem...



O professor Walter Lewin, do MIT: suas aulas de física são campeãs em acessos

Os cursos na rede
Cada universidade tem um site próprio, por meio do qual é possível assistir a milhares de aulas das mais diferentes áreas do conhecimento. Eis os endereços de cinco dos mais acessados:
Universidade Yale 
http://open.yale.edu/courses
Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)
 http://ocw.mit.edu
Universidade da Califórnia, em Berkeley 
http://webcast.berkeley.edu
Universidade Stanford 
http://stanfordocw.org
Instituto de Tecnologia de Paris
 http://graduateschool.paristech.org

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Dois anos de Casamento


Hoje completo dois anos de casamento. Graças ao bom Deus, foi um período de felicidade e de dificuldades superadas.
Aproveitamos o final de semana para uma rápida passagem por Arraial do Cabo. O lugar é realmente de uma beleza de tirar o fôlego. Vejam fotos aqui.
Para marcar a data vou deixar aqui embaixo um texto do Prof. Kanitz (www.kanitz.com.br) sobre o casamento. Fez bastante sucesso quando saiu na Veja há algum tempo...



O Contrato de Casamento
Na semana passada comemorei trinta anos de casamento. Recebemos dezenas de congratulações
de nossos amigos, alguns com o seguinte adendo assustador: "Coisa rara hoje em dia". De fato, 40%
de meus amigos de infância já se separaram, e o filme ainda nem terminou. Pelo jeito, estamos nos esquecendo da essência do contrato de casamento, que é a promessa de amar o outro para sempre.
Muitos casais no altar acreditam que estão
prometendo amar um ao outro enquanto o casamento durar. Mas isso não é um contrato.

Recentemente, vi um filme em que o mocinho terminava o namoro dizendo "vou sempre amar você", como se fosse um prêmio de consolação. Banalizamos a frase mais importante do casamento. Hoje, promete-se amar o cônjuge até o dia em que alguém mais interessante apareça. "Eu amarei você para sempre" deixou de ser uma promessa social e passou a ser simplesmente uma frase dita para enganar o outro.

Contratos, inclusive os de casamento, são realizados justamente porque o futuro é incerto e imprevisível. Antigamente, os casamentos eram feitos aos 20 anos de idade, depois de uns três anos de namoro. A chance de você encontrar sua alma gêmea nesse curto período de pesquisa era de somente 10%, enquanto 90% das mulheres e homens de sua vida você iria conhecer provavelmente já depois de casado. Estatisticamente, o homem ou a mulher "ideal" para você aparecerá somente, de fato, depois do casamento, não antes. Isso significa que provavelmente seu "verdadeiro amor" estará no grupo que você ainda não conhece, e não no grupinho de cerca de noventa amigos da adolescência, do qual saiu seu par. E aí, o que fazer? Pedir divórcio, separar-se também dos filhos, só porque deu azar? O contrato de casamento foi feito para resolver justamente esse problema. Nunca temos na vida todas as informações necessárias para tomar as decisões corretas.

As promessas e os contratos preenchem essa lacuna, preenchem essa incerteza, sem a qual ficaríamos todos paralisados à espera de mais informação. Quando você promete amar alguém para sempre, está prometendo o seguinte: "Eu sei que nós dois somos jovens e que vamos viver até os 80 anos de idade. Sei que fatalmente encontrarei dezenas de mulheres mais bonitas e mais inteligentes que você ao longo de minha vida e que você encontrará dezenas de homens mais bonitos e mais inteligentes que eu. É justamente por isso que prometo amar você para sempre e abrir mão desde já dessas dezenas de oportunidades conjugais que surgirão em meu futuro. Não quero ficar morrendo de ciúme cada vez que você conversar com um homem sensual nem ficar preocupado com o futuro de nosso relacionamento. Nem você vai querer ficar preocupada cada vez que eu conversar com uma mulher provocante. Prometo amar você para sempre, para que possamos nos casar e viver em harmonia". Homens e mulheres que conheceram alguém "melhor" e acham agora que cometeram enorme erro quando se casaram com o atual cônjuge esqueceram a premissa básica e o espírito do contrato de casamento.

O objetivo do casamento não é escolher o melhor par possível mundo afora, mas construir o melhor relacionamento possível com quem você prometeu amar para sempre. Um dia vocês terão filhos e ao colocá-los na cama dirão a mesma frase: que irão amá-los para sempre. Não conheço pais que pensam em trocar os filhos pelos filhos mais comportados do vizinho. Não conheço filho que aceite, de início, a separação dos pais e, quando estes se separam, não sonhe com a reconciliação da família. Nem conheço filho que queira trocar os pais por outros "melhores". Eles aprendem a conviver com os pais que têm.

Casamento é o compromisso de aprender a resolver as brigas e as rusgas do dia-a-dia de forma construtiva, o que muitos casais não aprendem, e alguns nem tentam aprender. Obviamente, se sua esposa se transformou numa megera ou seu marido num monstro, ou se fizeram propaganda enganosa, a situação muda, e num próximo artigo falarei sobre esse assunto. Para aqueles que querem ter vantagem em tudo na vida, talvez a saída seja postergar o casamento até os 80 anos. Aí, você terá certeza de tudo.

Claro 3G - Sucesso total e novo limite de banda


Aos poucos vou me acostumando com o Google Analytics, mas não sem antes dizer que neste final de semana fui lido em 4 estados dos EUA!
Vou escrever agora sobre o Claro 3G. Reforço meus textos anteriores de que estou muito satisfeito com o serviço. Desde 22 de Janeiro não tenho velocidades menores que 500 kbs para navegação. Na média tenho uns 800...
Não bastasse a velocidade, posso ter isso em qualquer lugar que eu vá na cidade! Se for ao Rio ou São Paulo, pelo menos do que tenho acompanhado via net, também e quando precisei em outras cidades tive velocidades próximas de 200 kbs, praticamente duas vezes o VivoZap que usava anteriormente.
Pois bem, o 3G da Claro é um sucesso. Faltam modems em Macaé e sei que em São Paulo também. Será que eles erraram no preço? Será que não confiavam no sucesso do serviço ou será que querem vender o máximo possível para garantir o terreno para quando as outras operadoras entrarem no mercado... Pode ser isso.
O fato é que li hoje que no Rio já reduziram o limite de banda de 10 Gb para 1Gb, i.e., para os novos contratos, a partir do momento que o usuário atingir 1Gb de dados “trocados”, sua velocidade cairá para 128 kbps até a virada do mês de cobrança. Bom, pelo menos não cobram nada pelo tráfego adicional.
De qualquer forma, parece que alguém no Marketing (ou Operação) da Claro está alterando as regras mediante ao excesso de demanda. Procurei informações oficiais, mas não encontrei.
Aqui vocês podem ler o comentário no Blog do Rodrigo Toledo.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Já ouviu falar em Neuilly-sur-Seine?


O Google Analytics continua me surpreendendo. Tanto pela riqueza de informações quanto por dar a apetitosa sensação de ser lido. Escrevi sobre isso nos meus primeiros posts. Saber que se é lido traz grande satisfação.
O que eu não sabia até agora é que tenho leitores de longe... Muito longe. Já ouviu falar em Neuilly-sur-Seine?
Eu também não até que alguém de lá, por alguma razão, entrou no meu Blog. O mundo pode não ser perfeitamente plano, mas está em vias de. Como é que uma pessoa a 7 km a oeste de Paris (isto mesmo Paris!) teria acesso aos meus textos de uma forma tão fácil?!
É meu caro leitor, você leu corretamente. Tenho leitores nos arredores de Paris.
É bem verdade que o camarada ficou apenas 1 minuto e 20 segundos, mas está valendo.
E acha que acabou? Conhece Luanda? A capital da Angola...
Por 7 minutos e 22 segundos eu tive um leitor por lá. Sete minutos! Pensando aqui com meus botões, pode ser algum brasileiro da área de Petróleo trabalhando por aquelas bandas. Já escrevi sobre o assunto por aqui. É ou não para ficar impressionado?!
Abaixo deixo uma foto de Neuilly-sur-Seine e outra de Luanda.
E se estes leitores voltarem: “sejam bem-vindos“. "Les bienvenues".

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Tenho leitores de norte a sul do país... O Google me falou


O Google realmente é impressionante! Talvez não nos demos conta por estar vivendo esses dias, mas imagine alguém que acorde de 10 ou 15 anos de coma.
Na frente do computador vai logo para a página do Yahoo! (talvez de algum portal nacional), mas ao apresentarmos o Google... Quanta diferença!
Não apenas a busca é show de bola como as ferramentas Gmail, Google Finance, Google News, o Google Earth (beira o inacreditável para essa pessoa!). Quanta tecnologia!
Não por acaso o faturamento só cresce, foi escolhido nos últimos dois anos como a melhor empresa para se trabalhar e seu impacto entrará para a história com, provavelmente, importância semelhante ao próprio advento da Internet. Exagero?! Veremos...
Escrevi isso tudo para demonstrar minha surpresa para com uma ferramenta que instalei ontem no meu Blog. O Google Analytics. Se o nosso amigo do coma for um homem de Marketing, ele vai amar.
Agora, o Google me dá estatística de acesso ao meu Blog. Por exemplo, desde ontem tive 20 leitores: 4 de São Paulo, 4 de Macaé, 2 de Petrópolis, Rio e Porto Alegre, e 1 de Vitória, Salvador, Jundiaí, Nova Friburgo, Recife e Aracajú! Tenho esses dados em tabelas, gráficos e em um mapa! Muito interessante e, melhor ainda, de graça.
E não parou por aí: 85% das visitas foram feitas via Internet Explore, 55% dela vieram de cliques em sites de busca, 75% vieram pela primeira vez... Pensa que acabou?
Os textos lidos foram: “Home“ (38,46%), “Logísitca – meu TCC“ (15,38%) “Esperança para o 3G em Macaé” (7,69%)... Perceberam a riquezas dos dados?
Nos últimos anos Kotler, o papa do Marketing, tem dito que os marqueteiros tem de estar preparados para lidar com dados, muitos dados e traduzir suas ações em algo palpável, de preferência em retorno financeiro. Quer uma dica de como fazer isso? Google Analytics!

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

A liderança pelo blog


Faz algum tempo que não recomendo que façam, vocês também, um blog. Além de meus amigos blogueiros tradicionais, descobri que o Cadu (leitor assíduo deste espaço) tem dois(!) blogs. Lamentavelmente ele não me passou os endereços para divulgar aqui.
Muitos podem pensar que um blog é pra quem tem pouco por fazer ou vontade de aparecer, mas olhando os números do "setor" percebe-se que tem gente grande está fazendo exatamente o que faço agora: dividindo informações.
Talvez o maior expoente dessa turma seja Jonathan Schwartz (a simpática figura da foto). Ele é presidente e COO (Chief Operations Officer) da Sun Microsystems. Um colosso do mundo digital... Muito provavelmente esta mensagem passará por várias máquinas e softwares deles até chegar ao seu micro.
Pois bem, na Sun cada funcionário pode ter seu blog (há um espaço no site da companhia pra isso) e, respeitando alguns limites como informção sigilosa, ética e outros, podem escrever sobre o que bem entederem.
Na última edição do Harvard Business Review, Jonathan Shcwartz escreveu um artigo intitulado "If You Want to Lead, Blog" (na minha tradução livre: se quer liderar, "blogueie"). No texto ele diz que os blogs servem para espalhar a cultura, os valores, estratégias e muito mais sobre a empresa. É possível alinhar o pessoal ao objetivo e na Sun eles consideram mais arriscado não ter os blogs do que tê-los... Encontrei um resumo aqui.
Estou vendo o Blog dele e o site da empresa. É possível ver quais as palavras mais buscadas, os posts mais recentes, os blogs mais acessados (o do presidente está em 2o lugar), os novos funcionários blogueiros, etc...
É claro que para uma companhia digital faz muito mais sentido, mas não se engane. Se dá certo pra eles, pode dar certo pra gente.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Economia - Gratidão à Profa. Virene Roxo

Separei um artigo do ex-ministro Maílson da Nóbrega para homenagear a Professora (assim, com "P" maiúsculo) Virene Roxo. Ela nos deu Economia Aplicada no MBA há exatamente um ano...
O artigo não é dela e não sei ao certo se ela concorda com o que está escrito, mas homenagem não é essa. Lembrei-me dela durante a leitura porque, não fosse por suas aulas, minha compreensão do que foi escrito seria limitada. Por isso, aproveito para agradecê-la por seu profissionalismo e entusiasmo no ensino de Economia.
Deixo parte do texto aí embaixo e o link para o restante para aqueles que como eu têm interesse no assunto.


Pode-se prescrever o mesmo remédio a um paciente com sinais de anemia e a outro que aparenta excesso de peso? Pois é exatamente isso que deseja quem reclamou da manutenção da taxa Selic há duas semanas. Como o Federal Reserve americano havia reduzido sua taxa básico de juros, falou-se que o Banco Central estaria na contramão.
...
omo explicou José Márcio Camargo em recente artigo, a economia americana é mais flexível do que a européia, particularmente no mercado de trabalho. Nos EUA, aumentos relativamente pequenos da taxa de desemprego geram reduções significativas nos aumentos de salários. Assim, se vier a recessão, o crescimento do desemprego reduzirá o custo unitário do trabalho e a taxa de inflação. Se o Fed estiver convencido da desaceleração, terá mais liberdade para reduzir os juros, o que vem fazendo e provavelmente continuará a fazer.

Leia o artigo completo no Blog do Noblat. Clique aqui.

Microsoft e Yahoo! - Vai desandar?


Saiu nesta madrugada no Wall Street Journal (e aos poucos vai se espalhando pela rede) que os responsáveis pelo Yahoo! vão rejeitar a oferta da Microsoft de quase US$45 bi feita na semana passada.
Segundo a reportagem, o "board" do Yahoo! não considera qualquer valor que não seja, pelo menos, US$12 bi maior (o que daria US$ 40 por ação ao invés de US$31). A torcida deles é que a gigante do software desista da idéia, pois só uma oferta hostil seria a solução, mas aí o recentimento gerado impediria a colaboração da parte dos engenheiros do Yahoo! na fusão. O que seria crucial no sucesso da operação.
Lembrando que o Yahoo! ainda considera o "namorico" com o Google.
A partir de amanhã, segunda-feira, os comunicados oficiais começarão a circular. A ver...
Aqui a reportagem do WSJ.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

iPhone - O que um bom produto pode fazer...


Em Marketing aprendemos logo cedo sobre os 4P (Preço, Praça, Produto e Promoção numa tradução comumente aceita) e no caso do iPhone da Apple é claro que há excelência em todos estes aspectos, mas o P de Produto pesa muito, muito mesmo... Quem já teve um nas mãos sabe do que estou falando.
Agora, o mercado da uma prova cabal de que Jobs acertou na mosca: no ano em que foi lançado, o iPhone se tornou o terceiro Smartphone mais vendido do mundo (e olha que oficialmente ele só era vendido nos EUA até o finalzinho do ano). Vejam na matéria retirada do portal da revista INFO Exame:

Apple supera Motorola em smartphones
Quarta-feira, 06 de fevereiro de 2008 - 17h58


SÃO PAULO – No último trimestre de 2007, foram vendidos mais iPhones que smartphones com Windows Mobile.

Apesar de novata na área de smartphones, a Apple ficou em terceiro lugar globalmente, com 6,5% da fatia do mercado no último trimestre de 2007, segundo pesquisa da Canalys. Neste período, mundialmente, foram produzidos 2,32 milhões de iPhones e 2,30 milhões de smartphones da Motorola.
A Nokia foi a líder neste período (52,9% do mercado mundial). O segundo lugar ficou com a RIM, que ficou com uma fatia de 11,4% do mercado mundial do quarto trimestre de 2007 – a empresa obteve um crescimento de 121,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior.
No mercado norte-americano, a preferência pela Apple é maior: a Canalys verificou que o iPhone tem 28% do mercado de smartphones nos Estados Unidos.
A produção mundial de smartphones e handhelds wireless chegou a 115 milhões em 2007, 60% a mais que em 2006. Os PDAs perderam espaço: sofreram queda de 47% na produção, que caiu de 5,6 milhões, em 2006, para 3 milhões, em 2007.
O sistema operacional mais utilizado em 2007 nos smartphones produzidos foi o Symbian, com 67% do mercado, seguido do sistema da Microsoft (13%) e da RIM (10%).

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Os anúncios do Super Bowl

Passa da meia-noite, estamos no último quarto e o Giants acabou de virar pra cima do Patriots. Enquanto isso eu vou lendo notícias na rede sobre o jogo...
Um show à parte são os anúncios. Veja no link abaixo os que a Bud preparou. Foram seis aparições de 30 segundos e uma de 60. Nas minhas contas algo como 22 milhões de dólares (em uma única noite, se bem que são 94 milhões de espectadores,23 centavos por pessoa).
O que eu gostei nos comerciais é que encontraram a fórmula daqueles "bichinhos" que fizeram sucesso nas propagandas da Ambev. A estrela da noite são os siris.
A partir de amanhã todos os comerciais devem estar na rede. Por enquanto consegui este daqui...

video

Hoje é dia de Super Bowl!

Domingão de Carnaval e eu às voltas com meu TCC, mas tem outra coisa me chamando a atenção: hoje é dia de Super Bowl. A final do Futebol Americano.
Assisti no ano passado (pela TV) e me empolguei. A organização é incrível e o evento é uma máquina de gerar dinheiro. Os ingressos para não sei quantos anos já são vendidos (pelo menos 600 doletas cada), 30 segundos de comercial na TV custam inacreditáveis 2,5 milhões de dólares!
Apesar de minha profunda admiração pela Coca-Cola sou obrigado a dividir com vocês um vídeo de 1 min (US$ 5 mi, portanto) que a Pepsi vai levar ao ar...



Mais uma coisa, no ano passado torci para o Chicago (claro) e como não tenho essa opção nesse ano, fico com o Patriots de Boston em homenagem aos inúmeros conterrâneos que tenho por lá.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Microsoft e Yahoo!



Qualquer internauta hoje teve oportunidade de ler, nem que ao menos o título de uma matéria, sobre a oferta de quase 45 bilhões (em dinheiro) que a Microsoft fez para comprar o Yahoo! É muito dinheiro... Vale mesmo a pena?
O atual presidente da MS, Steve Ballmer enviou um e-mail aos funcionários (leia aqui) descrevendo sua empolgação e crença no sucesso da empreitada. É aquele papo de sempre: sinergias, ganhos de escala, etc. Todo executivo à frente de uma fusão tem esse discurso (basta lembrarmos da HP+Compaq, E-bay+Skype e Chrysler+Mercedes). Talvez um dia chegue a minha vez de falar a mesmas coisa.
A oferta me parece mostrar, na minha humilde opinião, que não há alternativas estratégicas para a MS alcançar o Google. Sob esse ponto de vista, a compra faz todo sentido, afinal, o modelo de negócio para Web da MS não foi capaz de fazer cócegas no concorrente e o Yahoo! pelo menos tem infra-estrutura, além de capital humano, o suficiente para alavancar o sistema de busca e publicidade na rede (os principais pilares do Google).
Resta aguardar os próximos passos e tentar aproveitar o momento para aprender. Certamente a observação dos desdobramentos do negócio trará muitas lições ao gestores espalhados pelo mundo.
Leia mais um pouco sobre a proposta aqui, e aqui