quinta-feira, 2 de agosto de 2007

AGRADECIMENTOS

Já estou em casa em Macaé-RJ, são 22:55 do domingo (29/7). Chegamos agora pouco de quase 30 horas de viagens, mas não posso ir pra cama sem antes levantar agradecimentos as pessoas que fizeram parte deste grande projeto em minha vida.
Sonhos foram realizados, conhecimentos adquiridos, novas amizades conquistadas e para mim, mais uma prova de que é possível ir longe (literalmente) quando acreditamos.
Esse tipo de lista que vou fazer é perigoso, pois minha memória pode me pregar uma peça e eu esquecer alguém, entretanto o medo de falhar não vai me fazer parar e peço desculpas por ter deixado algum nome para trás:
- Ao Deus em quem acredito e confio por ter me dado condições de empreender esse projeto e me acompanhado em cada momento da viagem;
- À minha esposa Erida (carinhosamente D. Onça) por ter embarcado nessa comigo. Não éramos nem casados ainda (estamos com 1 anos e 5 meses) e eu já falava em guardar dinheiro para realizar um curso. Ela me apoiou e abriu mão de alguns confortos, como um carro na garagem e móveis novos, por exemplo, para viajarmos;
- Aos meus amigos mais próximos de estudos no MBA em Macaé (Adil, Marco Túlio, Suraia, Cláudio, Nilo e Gisiane) pelas palavras de encorajamento nos momentos difíceis que antecederam a minha partida;
- Ao Gerson e Alessandra de São Paulo que nos receberam na cidade antes de sairmos para os EUA. A eles fiquei devendo umas encomendas;
- Aos meus amigos de quarto Idarilho, Paulo e Ricardo pelos momentos que tivemos com bons bate-papos e troca de experiências (alem das caronas e dicas de compras);
- À minha Tia Fia e padrinho Careca que nos receberam em Milford, MA pelo teto, comida brasileira e por ter aberto mão de parte de suas atividades profissionais para matarmos a saudade;
- Ao casal Marcelo e Fofinha (citados no post abaixo) por seu carinho e atenção conosco. Pelo teto, transportes, dicas, remédios e uma excelente companhia;
- Ao Bruno, meu amigo desde a Escola Técnica, irmão da Fofinha, filho do sr. Edgar (aquele que originou o “pois não Elerson“ – clique aqui para ler sobre isso), por ter me encaminhado ao contato com Chicago;
- Gaúcho, K e Giovanna, e tabmém meu amigo João Francisco de Brasília por nos acompanharem frequentemente via Blog;
- Meu amigo Herbert que cuidou de nossa casa enquanto ficamos fora.

É uma pena que tenha acabado, mas não fico triste, pois sei que valeu a pena. Cada dia de sacrifício seria repetido só de lembrar os lugares por onde andamos e as pessoas que conhecemos.

3 comentários:

Teri disse...

Nice Blog :)

Leuenroth disse...

Sucesso pra vocês!!

E continue escrevendo no Blog, já está nos meus favoritos.
Grande abraço,
Bruno

suraia disse...

Queridos Elerson e Erida,
Sejam bem vindos ao Brasil! Amei cada postagem no blog.
Parabéns pelo sonho realizado e mais um empreendimento.
Senti saudades, gosto muito de vocês.
Vocês se tornaram muito especiais para mim.
Grande Beijo de Sua amiga de Sempre Suraia SChelles.